Sua aprovação depende unicamente da sua técnica e da sua dedicação

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do site!

 

Fique tranquilo, seu email está completamente

SEGURO conosco.

Fique por dentro das novidades

Quem é Leonardo César

Piauiense, da cidade de ParnaÍba, Leonardo Chaves sempre teve uma trajetória vencedora, a partir do esforço próprio e da capacidade de assimilação de conhecimentos e do aproveitamento das  oportunidades que lhe passaram à frente.

Atualmente, Leonardo Chaves é Auditor de Controle Externo do TCE-PI, aprovado em 1º lugar.
Ébacharelando em Ciências Contábeis.

Além do concurso do TCE-PI foi aprovado em outros concursos como TCE-CE 2009, 3º Lugar TCU 2011 – Amapá, CGU 2012-DF, SEAD-PI 2013.

Entrevistas concedidas por Leonardo César

FOLHA DIRIGIDA – JUN 2016

Confira dicas de estudo de 1º colocado no Piauí

As provas do concurso do TCE-PA serão aplicadas somente no dia 19 de junho, mas nunca é cedo para começar a se preparar. Afinal, a concorrência não vai dar mole: são 95 vagas com remunerações que podem chegar a R$7.470,22 – e a primeira parcial indica a participação de cerca de 46 mil inscritos. Os leitores da FOLHA DIRIGIDA estão em vantagem: vão acompanhar as dicas do primeiro colocado no concurso do TCE do Piauí, Leonardo Chaves, que estudou pelo e agora destrincha o modelo de prova, para que os candidatos já estejam familiarizados com a avaliação.

Leonardo começa alertando para um erro comum: tanto a prova de conhecimentos básicos (CB) quanto a de específicos (CE) têm o mesmo valor. Pela quantidade de questões (CB=50 e CE=70, exceto para o cargo de auxiliar técnico de controle externo), os candidatos tendem a achar que uma parte da avaliação é mais relevante que outra. Para não haver enganos, Leonardo esclarece que a nota final da prova objetiva será calculada da seguinte forma: pontuação das 70 questões de conhecimentos básicos (prova I) dividida por sete, mais a das 50 questões de especificidades (prova II) dividida por 5. Ou seja, ambas as avaliações valerão dez pontos. Inclusive, o teste discursivo também terá este valor. “E, na hora do estudo, vocês podem utilizar o banco de questões do qconcursos.com”, aconselha Leonardo.
 
Mas de nada adianta entender a lógica da seleção, se o candidato não souber bem o método de avaliação da prova em si. Como Leonardo explica, a prova objetiva contemplará questões de CERTO ou ERRADO. Obviamente, uma opção deve ser escolhida e marcada na folha de respostas. Porém, a pontuação será feita da seguinte forma: caso o candidato acerte, ganha 1 ponto; caso erre, perde meio ponto e se não marcar nenhuma opção, não ganha nem perde pontos. Isso leva os candidatos a pensarem que têm mais a ganhar do que a perder chutando as questões que não souberem ou em que estiverem em dúvida, o que é um erro: pode acontecer o inverso e resultar na queda da nota. “Por isso, resolvam, durante a preparação, muitas questões para se sentirem mais seguros durante a prova”, aconselha Leonardo.

Agora que você já conheceu o critério de avaliação da prova objetiva, já pode passar para a próxima etapa: a discursiva, que poderia perfeitamente ser chamada de “redação”. Os candidatos deverão escrever 30 linhas dissertativas a respeito de um tema atual, que será proposto pela banca, buscando sempre coerência e coesão. O texto definitivo deverá ser manuscrito, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. “Não se esqueçam disso”, alerta Leonardo. A banca avaliará o conteúdo, conhecimento do tema, a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa.

Todos esses critérios serão muito bem avaliados, já que a redação será lida e analisada por dois examinadores, para chegarem a uma média dessas duas pontuações. Além disso, por conta do critério adotado para determinar a nota da prova discursiva, quanto mais você escrever (máximo de 30 linhas), sua nota tenderá a ser um pouco maior. Mas, lembre-se de dissertar de forma simples para não pecar na ortografia. “Muito cuidado com isso, pois imagino que a diferença de nota entre candidatos classificados será mínima, tornando a disputa acirradíssima”.

Mas não acaba aí: ainda há a avaliação de títulos, para candidatos a cargos de nível superior aprovados na discursiva. Esta etapa valerá cinco pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados ultrapasse esse valor. “Fiquem atentos a isso, cada pontinho ou décimo conseguido nesse concurso fará toda a diferença”, aconselha. Por fim, Leonardo conclui sua análise: “Espero que tenham gostado das dicas! Quem quiser pode visitar nosso site, para entender melhor como funciona o Curso Avançado de gestão do tempo, além conferir técnicas de estudo para concursos. Um forte abraço e até a próxima.”

Aprovado em 1º lugar para Auditor do TCE-PI conta a sua trajetória de sucesso!

Aprovado – Tudo teve início com a vontade de estar mais perto da família, de ter mais liberdade e  estabilidade financeira.

QCONCURSOS.COM – 11/01/2016

“Tudo teve início com a vontade de estar mais perto da família, de ter mais liberdade e  estabilidade financeira que me permitisse ter uma vida mais tranquila. Eu até já era servidor estável, mas percebi que outra coisa me movia.”

Minha história talvez fuja um pouco à regra, pois tive períodos, ao longo de sete anos, sem qualquer estudo. Explico: há bastante tempo, familiares e amigos falavam em concursos públicos, mas nunca havia me engajado na preparação de verdade, ou seja, realizar um planejamento, executá-lo, rever pontos que não deram certo, etc. Então, em 2007, meu irmão me instigou a fazer o concurso do TCU daquele ano (Ele já era servidor do TCU). Peguei o edital anterior e disse: É coisa de louco, não dá pra mim agora.

Contudo, resolvi começar de verdade. Naquele tempo o acesso a boas orientações era escasso e resolvi fazer tudo sozinho. Verifiquei o tempo que teria até a data da prova e “escolhi” algumas disciplinas pra estudar, já que minha formação (Ciências Militares – Fui Oficial do Exército até o posto de Capitão) não me permitia dominar quase nenhuma daquelas disciplinas que ali eram cobradas. Contudo, a outra disciplina, aquela de cumprir o que foi planejado em busca de um objetivo, eu tinha, pelo menos achava que tinha. E foi aí que fui lá fazer a prova do TCU 2007. Bem, não fui eliminado, mas passei longe, muito longe das vagas. Porém, como primeira experiência foi excelente.

A partir daí, me empolguei e logo tive a certeza de que minha área de atuação seria mesmo a de Controle e Gestão, apesar da área fiscal ter me balançado bastante. Em 2008, montei meu plano de estudos e comecei a segui-lo aos ‘trancos e barrancos’, pois só conseguia estudar à noite e nem sempre todo dia. Ainda não era o suficiente, precisava criar uma rotina, um hábito, mas não conseguia. Então, diante da situação (pouco tempo) procurei aplicar técnicas mais eficientes de estudo e foquei os esforços no concurso da STN e TCE-CE. Procurei estudar as disciplinas comuns aos dois concursos, mas eram bancas distintas, ESAF e FCC. No final, bati na trave na STN e fui aprovado dentro das vagas no TCE-CE com pouco mais de um ano de estudo. Nem acreditei quando vi meu nome na lista de aprovados. Pensei: deu certo comigo também! Então se deu certo comigo pode dar com qualquer pessoa que faça o caminho correto de estudo, utilizando as ferramentas adequadas para isso.

Contudo, o TCE-CE não chamou todos os aprovados de uma vez e, nesse aguardo, acho que relaxei um pouco. No início de 2009 fiz um curso em videoaulas muito bom mas, infelizmente, não apliquei o que para ocupar funções nobres onde trabalhava. Então, 2009 já era, não estudei praticamente nada! Já em abril de 2010, achei que tudo fosse mudar… E, realmente, mudou. Fui trabalhar em outro País aqui da América do Sul (Equador), isso mesmo, outro país, então já sabe: trabalho e mais trabalho e nada de estudo! O TCE- CE resolveu me nomear em 2010, mas sinceramente não dava pra largar tudo lá e abdiquei da vaga. Mas, como tudo na vida muda de rumo, em dezembro de 2010 tive que vir ao Brasil pra acompanhar o nascimento da minha 1ª filha. Nos míseros, porém felizes 10 dias que pude passar aqui, conversei com muitas pessoas, dentre elas, servidores públicos e concurseiros, aparentemente bastante afiados. Naquela época, havia rumores do concurso do TCU 2011. Contudo, como eu tive que voltar pro Equador, não tinha alternativa senão esperar meu retorno e começar a estudar a partir de junho de 2011 porque eu achava que meu tempo livre lá era pouco. Engano meu! Vacilei por isso, mas hoje aprendi como utilizar eficientemente meu tempo.

Pois bem, antes de chegar ao Brasil definitivamente, li muito sobre concursos, passei meses fazendo pesquisas de materiais, métodos de estudo, etc. Como eu tinha 60 dias livres até retornar ao meu trabalho “normal”, resolvi aproveitá-los com foco no Tribunal de Contas da União- TCU 2011. Lembrem-se que agora minha filha já estava com seis meses (uma gracinha) e, logicamente, tinha de ter tempo para ela, para esposa e para os estudos. E tinha! Apesar de ter bastante tempo, não estudava 9, 10, 11 horas por dia. Quando muito, cinco horas. O edital saiu em agosto, salvo engano, e as provas foram em outubro, ou seja, estudei de junho a outubro, cinco meses intensos pra quebrar a banca CESPE. Esse concurso me deu muitas alegrias e tristezas. Alegria porque no resultado preliminar eu fui 1º colocado pra regional do Amapá. O que elevou muito minha nota foi a prova discursiva. Naquela época, uma das maiores do concurso. Contudo, no resultado definitivo fiquei em 3º e só eram duas (02) vagas. Perdi o concurso. Bola pra frente! Em 2012, continuei estudando, mas como uma espécie de manutenção dos estudos. Como todo concurseiro que se preze, mantive o foco e a persistência no que eu queria e fui aprovado na CGU (Controladoria Geral da União), ainda em 2012. Por conta disso, parei de estudar e esperei a nomeação, afinal a partir da nomeação teria conseguido o meu tão sonhado cargo. Mas, parecia que a história se repetia. Começava mês, terminava mês e nada de nomeação… E o tempo passava. Fiz alguns concursos chamados de “boi de piranha” (explico isso no meu curso), como o Tribunal de Contas do Estado do Ceará/ TCE-GO, onde fui aprovado somente para manter o gostinho de fazer a prova, mas nem fui lá para segunda fase. O ano de 2013 estava quase todo perdido, quando um amigo me apresentou outro “amigo”: o Qconcursos.com que se tornou peça fundamental na minha aprovação que estava por vir.

O Qconcursos.com foi um divisor de águas para mim, porque eu sabia da importância de resolver questões e foi lá, no QC, que encontrei, de modo organizado e didático, o que tanto procurava. Eu selecionava as questões por banca, disciplina e assunto e saía resolvendo tudo. Gostava de fazer e ainda faço os cadernos para revisão antes das provas. É um bizu fortíssimo que o Qconcursos.com disponibiliza. Depois de um tempo, comecei a comentar as questões também. Isso ajuda muito a fixar o conhecimento. O que mais gosto no site é de poder estudar de modo direcionado, filtrando as questões conforme os assuntos dos editais. Isso dá um ganho de eficiência fenomenal. No Qconcursos.com você vai encontrar o que você procura.

Pois bem, resolvi retomar os estudos em novembro de 2013 com foco no Tribunal de Constas do Estado do Piauí/  TCE-PI, pois havia rumores de edital já no inicio de 2014. Posso lhes afirmar que de novembro de 2013 até a data da prova estudei praticamente só com as questões do Qconcursos.com . Fazia leituras e praticava minhas técnicas de redação aos finais de semana. Afinal, se você quer correr 10km, tem que treinar corrida, quer nadar 50m, tem que treinar natação, quer passar em concurso público, tem que resolver muitas questões.O edital só trouxe duas vagas, muito pouco né? Mas, eu só queria metade delas, UMA vaga, aliás, ‘A Minha’ vaga. Fui em busca do meu objetivo principal que já estava bem definido. Prova em Abril de 2014 e o resultado em junho daquele ano. Chorei de tanta alegria quando saiu o resultado e de saber que dá certo, basta persistir e acreditar no seu ‘taco’. Estava lá, consegui o 1º Lugar para o cargo de Auditor de Controle Externo. Alma lavada e nomeação recorde em poucos dias. Lugar em que estou hoje muito feliz, perto da minha família, na minha cidade, com as circunstâncias que sempre imaginei pra mim.

Muitas pessoas me perguntavam onde eu arranjava tempo (trabalhava de 8-10h/dia) e eu dizia que era muito simples. Eliminava tudo que me desviava do meu objetivo e não enrolava nos momentos livres, somente estudava. Depois, familiares e amigos perguntavam se eu poderia ensiná-los sobre isso ou para quem quisesse, afinal são pessoas comuns como eu, que talvez tenham os mesmos obstáculos que tive, como a falta de tempo e a necessidade de ter uma qualidade de vida melhor. Depois de muito tempo pensando nisso, resolvi não parar de estudar, mas acima de tudo, muito em breve estarei repassando toda minha experiência através de um Curso online de Coaching (planejamento e técnicas de estudo) que está quase pronto e será disponibilizado no site hitconcursos.com.br, ensinando muita coisa com o fim de ajudar as pessoas a conseguirem uma vida melhor mais rapidamente e de maneira organizada. E, claro, que o QC será minha ferramenta de indicação sempre!

“Depois que fui nomeado no meu cargo atual tive a certeza de que tudo valeu e vale a pena. A persistência e a determinação devem ser a tônica de qualquer concurseiro.”

Deu certo comigo, pode dar com você que se disponibiliza a estudar e a passar em concurso público. Creio que se eu pudesse resumir minha história eu diria: Objetivo definido, disciplina e persistência. Vá em frente”!

parajumpers canada parajumpers toronto duvetica jacket peuterey jacket moncler praha canada goose bunda barbour bunda moncler bunda parajumper jakke woolrich jakke belstaff jakke peuterey jakke canada goose expedition parka dame barbour jakke canada goose expedition parka moncler jakke parajumper dame moncler portugal ugg portugal moncler outlet canada goose rea canada goose v?st canada goose barn barbour jacka duvetica jacka moncler jacka moncler v?st
Viagra For Sale In Ireland,sildenafil For Sale In Ireland,herbal Viagra For Sale In Ireland,viagra For Sale In Northern Ireland viagra dublin Buy Kamagra Australia,Buy Kamagra Online Australia,Buy Kamagra Jelly Australia,Buy Kamagra Sydney,Kamagra Sydney kamagra australia Viagra Prix pour Homme, Acheter Viagra Sans Ordonnance Pas Cher viagra pour homme Paypal viagra,acheter viagra paypal, viagra paypal acheter viagra Ou Acheter Cialis en Belgique cialis belgique Viagra generique pharmacie en ligne viagra belgique

levitra belgie,levitra kopen,levitra generiek levitra generiek priligy kopen in apotheek priligy kopen Kamagra 100mg kaufen in Deutschland kamagra 100mg Cialis Prijs Belgie,Cialis Prijs Apotheek,Cialis Prijs Apotheek Belgie cialis belgie Comment utiliser Kamagra Jelly kamagra effet Air Max 90 Outlet,Scarpe Nike Air Max Prezzo Basso kamagra kopen